Logotipo da provincia do Rio
 

Província do Rio - Em dia com a bíblia - 2º Domingo da Páscoa

Banner de chamada da radio e web sintonia redentorista

Banner da página de Em dia com a Bíblia

Home > Em dia com a Bíblia > 2º Domingo da Páscoa

19/04/20172º Domingo da Páscoa


Autor: Padre José Raimundo Vidigal, C.Ss.R.

 Missionário Redentorista da Província do Rio, formado em Ciências Bíblicas.


 

 23 de abril - 2º Domingo da Páscoa

 
1ª leitura: At 2,42-47
2ª leitura: 1Pd 1,3-9
Evangelho: Jo 20,19-31
 
A liturgia do dia da Páscoa nos deu a todos uma grande e nova esperança. Cristo é o nosso Salvador, o nosso libertador; vivamos nossa vida unidos a Ele e seremos felizes. A liturgia de hoje nos recorda a beleza da vida das primeiras comunidades cristãs. Através da partilha de tudo o que tinham e da oração comunitária no templo, tinham no coração a verdadeira alegria. O exemplo deles, em termos de comunhão de vida, escuta da palavra dos Apóstolos, celebração da Eucaristia e oração frequente é um convite a dinamizar a vida de nossas paróquias, fazendo acontecer mais participação e um mais fraterno serviço aos pobres.
 
A experiência da primeira comunidade cristã se renova hoje para a nossa assembleia: a fé reconhece a presença do Senhor Ressuscitado no próprio sinal de nossa reunião, no sinal da Palavra proclamada e ouvida e na partilha do pão e do vinho.
 
O apóstolo Pedro nos recordou que Cristo nos fez nascer de novo por sua ressurreição para uma esperança viva e uma herança eterna. Para obter essa salvação eterna vale a pena hoje suportar com paciência o que de negativo nos possa acontecer no dia-a-dia. Esse Jesus, nós o amamos e nele cremos sem tê-lo visto.
 
A saudação de Cristo ressuscitado é sempre “A Paz esteja convosco”. É a paz de Cristo morto e ressuscitado, a paz da Páscoa, a paz da reconciliação dos homens com Deus e dos homens entre si, é a paz da qual sempre tem necessidade o mundo. Para todos, especialmente para os mais pequenos e pobres, proclamamos hoje a esperança da paz, da paz verdadeira, fundada nas sólidas pilastras do amor e da justiça, da verdade e da liberdade.
 
Jesus dá aos discípulos e à Igreja a mesma missão sua: “Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. Com essas palavras, num ato de coragem imensa, Ele funda a sua Igreja, constituída de homens pecadores, e como Deus que acredita no ser humano, lhe confia o ministério do perdão. A primeira tarefa dessa missão é acolher o Espírito Santo e perdoar os pecados, é fazer as pessoas se encontrar com a misericórdia de Deus.
 
No dia da maior alegria, Jesus nos dá o sacramento do perdão, porque quer dar-nos a alegria de Deus que é infinita, porque desejar que experimentemos toda a ternura de Deus Pai, como nos tinha contado na parábola do filho pródigo.
 
Jesus diz a Tomé: “Bem-aventurados os que creram sem terem visto”. Jesus pensava também em nós, que não podemos vê-lo com os olhos do corpo, mas podemos vê-lo com os olhos da fé. Mesmo nos tempos de Jesus não bastava vê-lo; pois muitos o viram e não creram. Os primeiros cristãos compreenderam bem onde nasce a fé da qual Jesus falava: nasce do amor. Crer é descobrir que somos amados por Deus, é aprender a amar todos os dias os outros. Se tu me amas, Deus entra em ti. Ele dá um modo novo de olhar a realidade que nos rodeia; a fé nos faz ver os acontecimentos com seus próprios olhos, faz descobrir o desígnio que Ele tem sobre nós, sobre os outros, sobre a criação inteira.
 
Deus realizará seu maior desejo – fazer o homem feliz – se este o quiser, se responder “sim” ao Pai que lhe oferece a alegria, a Cristo que lhe traz a salvação e ao Espírito Santo que lhe serve de guia. Deus não impõe a ninguém o seu amor. Ele espera que o próprio homem dê um passo adiante. Deus salva quem se abre a Ele por meio da fé, da esperança e do amor. Deus se aproxima, e também o homem deve aproximar-se dele. Então, Deus e o homem se encontram no mesmo caminho, em Cristo, na sua Igreja.
 

Compartilhar

 
 
 
 

Faça seu comentario:

 
 

 

Comentários realizados:


Ainda não houve nenhum comentário, seja o primeiro.

 

Avenida dos Andradas, 855. Morro da Glória. Juiz de Fora - MG – CEP: 36036-000
Tel: (32) 3218.4715 / (32) 3216.1215. Fax: (32) 3216.1171
E–mail: contato@provinciadorio.org.br

© 2015. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

logotipo Ato Interativo