Logotipo da provincia do Rio
 

Província do Rio - Novidades - A caridade nunca acabará (1 Cor 13, 8)

Banner de chamada da radio e web sintonia redentorista

Banner da página de Notícias

Home > Notícias > A caridade nunca acabará (1 Cor 13, 8)

A caridade nunca acabará (1 Cor 13, 8) 12/04/2017

 

Em uma entrevista concedida ao Akikolá (edição de abril/2017), informativo da Província do Rio de Janeiro, o monsenhor Vicente de Paula Ferreira, C.Ss.R, Redentorista da Província do Rio nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, fala em primeira mão sobre o lema e o brasão escolhidos para o seu episcopado.

 

AKIKOLÁ - Como o senhor recebeu a notícia da sua nomeação como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte?
MONS. VICENTE - A Igreja, através do Papa, tem seus critérios sérios para fazer as escolhas para o episcopado. Por isso, diante de minhas fragilidades, fiquei um pouco assustado quando recebi a notícia. Imediatamente pedi o auxílio da graça de Deus para dar minha resposta. Disse sim, com o desejo de contribuir com a construção do Reino de Deus, principalmente junto aos mais pobres. Sou consciente de minhas limitações, mas também possuo qualidades que ajudarão, nesse momento, o dinâmico caminho de evangelização que percorre a Arquidiocese de Belo Horizonte.  
 
AKIKOLÁ - Quais são o lema e o brasão escolhidos para o seu episcopado e porquê?
MONS. VICENTE - A caridade nunca acabará (1 Cor 13, 8)
(Caritas numquam excidet).  

No alto do brasão, o triângulo, Santíssima Trindade. “Deus é amor” (1Jo 4,8). Amor que se revela superabundante na encarnação e paixão do Filho. “Deus amou tanto o mundo” (Jo 3,16). Jarra e bacia lembram o gesto do Mestre no Lava-Pés. Cruz, lança, esponja remetem ao evento salvífico central: o mistério pascal de Cristo. Aos pés da cruz, dom do Espírito, nasce a Igreja para testemunhar o evento Jesus Cristo. Jarro com água simboliza também a urgência de uma prática cotidiana do amor ao próximo, sobretudo aos pobres, aos abandonados, aos marginalizados, aos pecadores, preferidos de Jesus. Água lembra o batismo que introduz o fiel no Corpo de Cristo, a Igreja. Para o bispo, as três gotas remetem à sua tríplice missão: pastorear, santificar na plenitude do sacerdócio e servir à unidade. A cor violácea representa a luta contínua pela transformação do egoísmo em solidariedade. O azul celeste exalta Maria, trazendo suas iniciais. Seu sim é exemplo de perseverança e fidelidade à Palavra de Deus. Ela é a perfeita discípula, profetiza da libertação ao proclamar que Deus derruba os poderosos de seus tronos e eleva os humildes (Lc 1, 46-56). Maria canta o Magnificat de todo Povo de Deus, lembrado pela clave de sol, nas linhas laterais, mostrando a relação entre a fé e a cultura, a arte, a poesia, a música, meios pelos quais a beleza do mistério de Deus está presente. Liturgia é antecipação, na terra, do que a fé espera encontrar no Reino definitivo, a grande festa da caridade, onde todos participarão da comunhão trinitária, fim último da criação.

 
AKIKOLÁ - De que forma a sua caminhada na Congregação Redentorista o auxiliará nessa nova missão?
MONS. VICENTE - São 32 anos de caminhada na Congregação Redentorista. Em 1985, comecei a dar meus primeiros passos na Província do Rio. Todo esse percurso, até hoje, modelou minha vida a partir da mística da Copiosa Redenção de Cristo. Tenho memória agradecida por ter aprendido a cultivar meu lado humano-afetivo, a rica vivência da fraternidade, pelas várias especializações no campo acadêmico, inclusive com algumas publicações e pela vida espiritual pautada no diálogo cotidiano com Deus. Além disso, as experiências pastorais, de modo particular, os nove anos em que fui Provincial contarão muito nas contribuições que darei no exercício de meu episcopado. É claro que, a partir de agora, também aprenderei muitas coisas novas.

 

AKIKOLÁ - Faça um convite especial aos nossos leitores para a sua ordenação episcopal.
MONS. VICENTE - Dia 27 de maio, às 10h, na Igreja São José, centro de Belo Horizonte, serei ordenado bispo por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte (MG). Os outros consagrantes serão Dom Darci José, Arcebispo de Diamantina (MG) e Dom Dario Campos, bispo de Cachoeiro do Itapemerim (ES). Será uma celebração muito significativa para mim, para a Congregação Redentorista e para a Igreja. Por isso, conto com a presença e oração de todos.

 

CLIQUE AQUI e confira a edição completa do Akikolá de abril/2017.

 

 

 

 

 

 
 
 

Compartilhar

 

Avenida dos Andradas, 855. Morro da Glória. Juiz de Fora - MG – CEP: 36036-000
Tel: (32) 3218.4715 / (32) 3216.1215. Fax: (32) 3216.1171
E–mail: contato@provinciadorio.org.br

© 2015. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

logotipo Ato Interativo